Queijo Vegano de Inspiração “Divina”

Os queijos sem leite também existem!
Aqui está uma receita super simples de fazer, para aqueles que adoram queijo, mas que querem substituir a lactose por um produto 100% vegetal.

Esta receita vegan, de inspiração “Divina”, é ideal para quem é intolerante à lactose (eu incluída 🙂 ), mas que não dispensa o sabor delicioso de um bom queijo!


Um queijo de inspiração “Divina”…
Criada no ano de 1880, em Génova, esta receita teve origem no génio criativo do Frei Italiano Gaspare Stanislao Delle Piane, da Ordem dos Minimi de San Francesco da Paola.

Esta Ordem previa uma vida intensa de devoção e meditação religiosa contínua, através da Vida Quaresmal, onde não era permitido na alimentação o consumo carne, manteiga, ovos, queijos ou qualquer alimento com lactose ou derivados.

As características alimentares da Ordem tornaram-se numa inspiração para Frei Gaspare, que decidiu libertar a própria criatividade na cozinha, resultando na criação de um livro de 476 receitas.


“Strettissimo Magro”
O “Strettissimo magro” (Muito Magro), nome que foi dado ao livro de receitas pelo Frei Gaspare, foi partilhado com os seus irmãos de modo a diversificar as suas refeições, e conseguiu chegar até aos nossos dias.

Neste artigo, partilho com vocês esta fantástica receita que mostra como aquilo que parece inicialmente uma limitação, pode ser usada como fonte de inspiração, e bem deliciosa!

 

RECEITA

Para a elaboração desta receita é importante a utilização de um almofariz grande, de forma a facilitar a moagem e mistura de todos os ingredientes.

 

Ingredientes:

  • 150g de Pinhões
  • 300g de Batatas Cozidas
  • 150g de Amêndoas Descascadas
  • Azeite Extra Virgem q.b.
  • Folhas Secas de Louro q.b.
  • Sal Marinho q.b. (preferencialmente local)


Preparação:

1. Deixar os pinhões de molho no mínimo 6 horas;

2. Moer os pinhões no almofariz até obter um composto homogéneo (caso não tiverem um almofariz, podem utilizar um processador de alimentos);

3. Moer as amêndoas descascadas no almofariz (separadamente dos pinhões) até obter um composto homogéneo (caso não tiverem o almofariz, podem utilizar um processador de alimentos);

4. Juntar os dois compostos, pinhões e amêndoas, e adicionar água salgada, misturando tudo até obter um creme consistente;

5. Paralelamente, cozer as batatas. Depois das batatas estarem cozidas, escorrer a água e amassar com um garfo as batatas ainda quentes, ou esmagar com um passador de vegetais;

6. Adicionar o creme de pinhões e amêndoas às batatas e amassar durante 20 minutos. (este passo pode ser substituído por um processador de alimentos com a funcionalidade para amassar);

7. Com as mãos untadas de azeite virgem extra, dar forma de queijo ao composto e colocá-lo em cima das folhas de louro seco,

8. Deixar secar à sombra e em lugar seco, até ficar duro. De vez em quando, untá-lo com azeite virgem extra.

 

 

Quando atingir a consistência de queijo, estará pronto para ser comido ou ralado em cima da comida!

Não parece absolutamente delicioso? Eu já experimentei e adorei! E sabem uma coisa? Fiquei cheia de curiosidade de experimentar as outras 475 receitas :p

Fico à espera da partilha das vossas experiências e das fotos das vossas criações. Bom apetite! 🙂

Escreve um comentário