A Ayurveda – Parte III: Dinacharya, Rotinas Ayurvédicas

Hoje falamos de Dinacharya, que significa rotinas diárias ou rituais diários. Para a Ayurveda, as rotinas diárias têm um importante papel na nossa saúde.

Apesar de neste artigo serem descritos alguns passos gerais da Dinacharya, é importante ter o acompanhamento de um terapeuta que ajude a personalizar ao máximo tendo em conta o equilíbrio Dóshico de cada pessoa, e também os horários de trabalho, entre outros aspectos. Por outro lado, é difícil inserir completamente esta rotina no quotidiano de muitos de nós, e nesse caso procurar adaptar pelo menos alguns destes aspectos já nos ajudará a ter uma vida mais saudável.
 

Os três principais focos destas rotinas são: alimentação, repouso e actividade física.
Joana Silva, Enfermeira, Terapeuta, Blogger, Terapias D’Alma

 
O ideal é acordar cedo, antes do nascer do Sol. A primeira coisa a fazer é eliminação de urina e fezes.

Ainda em jejum, lavar o rosto, olhos e ouvidos. De seguida, raspar a língua com um raspador. Este gesto vai melhorar o nosso processo digestivo e a nossa capacidade de sentir o sabor dos alimentos. Depois de raspar a língua, lavar os dentes. A Ayurveda recomenda uma pasta de dentes com sabor adaptado ao nosso dosha.

Seguidamente, beber um copo de água quente (ou pelo menos à temperatura ambiente) que ajudará a limpar os rins e o intestino.

Para fortalecer os dentes, as gengivas e o maxilar, melhorar a voz e diminuir rugas das bochechas, gargarejar duas vezes por dia com óleo de sésamo aquecido. Bochechar bem, e depois cuspir. Por fim, massajar gentilmente as gengivas com um dedo.

Usar o neti pot para limpeza das narinas e seios perinasais, óptimo principalmente para pessoas com rinite e sinusite, entre outros problemas de Kapha exacerbado. Existem vídeos que mostram como se faz, basta pesquisar por “neti pot”.

Depois disto, fazer uma automassagem com óleo adequado ao dosha, e por fim tomar banho ou duche.

A Ayurveda aconselha também uma meditação matinal de pelo menos 10 minutos.

O ideal seria tomar o pequeno-almoço o mais tardar às 8 horas da manhã. Em todas as refeições, é aconselhável comer devagar, mastigando bem a comida e saboreando.

Partimos para o nosso dia-a-dia, com trabalho ou estudo.

O almoço não deve ultrapassar muito o meio-dia, sendo esta a principal refeição do dia. Se possível, após o almoço aproveitar para dar um pequeno passeio para favorecer a digestão (e o mesmo após o jantar).

Acabando o dia de trabalho, fazer novamente uma meditação ao final da tarde, perto do pôr-do-Sol.

Sentir o calor do Sol, sem se expor demasiado nem durante as horas de maior risco, ajuda a relaxar e promove sensação de paz, ajudando também no sono. É aconselhável não utilizar óculos de sol a toda a hora, recebendo pelo menos 20 minutos diários de luz natural; a falta de luz natural pode levar a depressão e baixos níveis de melatonina e de Vitamina D.

Ingerir um jantar leve e com alimentos de fácil digestão (comer sempre 2 a 3 horas antes de se deitar), e após o jantar é bom ter actividades leves e relaxantes.

Olhar para uma chama de vela em ambiente de escuro, de manhã e ao fim da tarde durante 10 minutos de cada vez, ajuda a melhorar a visão.

Deitar-se entre as 22h00 e as 23h30; este horário é o que está de acordo com o ritmo da Natureza e que é também o nosso. Um copo de leite de arroz ou aveia morno com gengibre e cardamomo antes de dormir, é nutritivo para o corpo e relaxa a mente. Massajar o pés com óleo de sésamo também ajuda a ter um sono relaxante.

 

O Yoga é, na perspectiva Ayurvédica, uma actividade muito importante, pelo que deve ser incluído nas práticas diárias, se possível pela manhã.
Joana Silva, Enfermeira, Terapeuta, Blogger, Terapias D’Alma

Há algumas coisas mais específicas que não refiro aqui, mas ficam com uma ideia de algumas das rotinas que a Ayurveda aconselha. Se tiverem alguma dúvida, podem contactar-me.

 

Escreve um comentário