Como Supero Momentos Menos Zen

Porquê falarmos de momentos “Nem Sempre Zen”?

A Patrícia, autora do site Nem Sempre Zen, onde escreve artigos muito interessantes sobre desenvolvimento pessoal, espiritualidade e reflexões sobre a vida, lançou-me o desafio de escrever um artigo para o site dela sobre “Como superar momentos Nem Sempre Zen”, e não pude deixar de aceitar  😉 … E aqui estamos! 🙂

Os momentos mais difíceis da minha vida foram sempre indiscutivelmente momentos de grande transformação e de mudança para melhor. — Anita D’Ambrosio, Health Coach Holística

Demorei muito tempo a perceber que não tinha de resistir a estes momentos, mas deixar que as coisas fluíssem. Sou uma lutadora por carácter e ao longo da minha vida tive sempre de lutar contra situações desfavoráveis. Instinto de sobrevivência, não é? 🙂

Mas há circunstâncias em que a única opção é a Aceitação, em que lutar só nos vai dar muitas dores de cabeça e outros mal-estares físicos, e quem sofre é somente tu, porque a situação não vai mudar. Obviamente não é algo fácil de interiorizar, é um processo que demora tempo, cada um tem o seu próprio ritmo, mas uma vez que percebes que tens de aceitar essa situação difícil e deixas-te levar, superas o obstáculo e sais dela como uma pessoa renascida, mais forte.

Como é que consegui Aceitar as situações difíceis e entregar-me a elas? A Natureza é a minha guia. A vida humana é uma metáfora, uma pequena representação da Natureza. — Anita D’Ambrosio, Health Coach Holística

Pensa: a Natureza é o equilíbrio que nasce da força destrutiva e da força curativa. Não há Sol e portanto luz, sem a Lua que aparece com a escuridão. Não há mar calmo sem mar agitado. Não há Primavera com o seu Renascimento se não há Outono e o Inverno previamente.

Tudo isto significa que não podes Ser Feliz se não passares por momentos difíceis, tristes e de sofrimento. Estes momentos fazem parte de um equilibro necessário para a Vida e não tens de vê-los como inimigos, pois são poderosos momentos de crescimento emocional e espiritual. Com eles aproximamo-nos cada vez mais do significado da Vida, da nossa Missão, do que queremos, e do que realmente importa.

Nestas fases duras, o que me ajudou muito foi o contacto com a Natureza:

  • Colocar as mãos ou os pés descalços na Terra e focar-me na sensação de proteção, de segurança que ela nos dá. A Terra está presente e existe para nos segurar a cada dia
  • Passear num parque e observar as Árvores, a sua força. Passam por muitas tempestades e sempre permanecem, já reparaste? Dão-nos oxigénio para respirar, frutos para comer…
  • Observar a Água do mar, dum rio, dum canal… A água flui, limpa o que não serve, limpa o anterior e dá espaço ao que vem depois. Nunca para de fluir, nunca resiste e graças a ela a vida é possível
  • Observar o Céu, quer com nuvens quer com sol… é algo imenso, maior do que nós, conecta-nos com algo superior e por isso faz-nos sentir que nós e os nossos problemas, em comparação, são tão pequenos, fazendo-nos ver o que realmente é importante, valorizando as pequenas coisas da vida.

Estes são pequenos exemplos de como a Natureza me ajuda e pode ajudar-te nos momentos mais difíceis. Foca-te em cada elemento da Natureza, observa-o com atenção e vê a importância que têm na tua vida. Estes elementos da Natureza são a razão pelo qual a vida é possível e devemos expressar gratidão por esta dádiva.

Perceber que a Natureza é algo imenso e que os nossos problemas comparados com a dádiva da vida são algo tão pequeno, é a chave para ultrapassarmos os momentos difíceis nas nossas vidas 🙂

Espero que estas dicas sejam tão valiosas nos momentos duros como são para mim!

Escreve um comentário